domingo, 22 de abril de 2012

# Dia 22 | Medos


Devia ter medo da morte mas não tenho. Conheço-a, conheço-lhe o porte, o cheiro, o toque, o olhar. Não devia ter medo da vida mas tenho. Desconheço-lhe o percurso, desconheço-lhe o plano. Tenho medo dos dias em que não vou querer acordar, das horas más, do abismo. Tenho medo das falhas que vou ter, das quedas, dos erros. Tenho medo de simplesmente deixar a vida passar por ter medo.

22 comentários:

  1. Também tenho esse medo. A incerteza da vida dificulta-nos a acção, por vezes. Mas temos de caminhar em frente!

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  2. Apesar de não ter esse tal medo da vida, adorei o teu texto.
    A vida, apesar das constantes reviravoltas, também é previsível tendo em conta os ciclos...depois da tempestade vem a bonança.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Um texto perfeito e desassombrado...
    De uma verdade serena e ajustada, que nos leva a meditar!
    Beijos,

    ResponderEliminar
  4. tens de tentar não pensar tanto no futuro e pensar mais no presente, a fim de ver se esse medo se vai. tentar não pensar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um dia destes decreto mode off ao pensamento ;)

      Eliminar
  5. Não conheço ninguém mais corajoso do que tu, quando o desconhecido vier, a coragem será mais forte que o medo. Eu estarei aqui.
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes tão bem mas tão bem que a minha coragem é mesmo o medo de ficar parada... não é coragem é o medo em movimento. Saber que vais lá estar dá-me chão, obrigada :)

      Eliminar
    2. Sabes bem que a Bel não será a única a estar lá, Té!
      Acredites ou não, com medos ou sem medos, para mim tu és uma PESSOA linda!

      Eliminar
  6. Lemon, é uma bela reflexão. Mesmo que queiramos ou não, os medos fazem parte da vida. O que falou faz-me lembrar de um questionário da revista Sábado ou Visão (não me recordo bem qual delas) em que perguntavam a uma personalidade da actualidade os seus dez medos. Em cada semana ficava a conhecer os medos de alguém.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Margarida, todos temos medos, por vezes são medos inconcretos outras nem tanto mas somos condicionados por eles.

      Eliminar
  7. na mesma como eu, tenho muito mais medo da vida...
    beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Minha linda ... quem não tem medos ... mas apesar do medo que temos (e eu tb tenho medo da vida) temos que viver e do melhor modo possível, viver cada momento, não parar ... e isso tu fazes :)
    E tens sempre os amigos para te acompanhar :)
    Beijinho grande :*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E agradeço do coração os amigos que a vida me deu, são a minha família. Mas há dias que o medo é simplesmente medonho.
      Bj

      Eliminar
  9. Há poucos dias atrás alguém me dizia que devemos enfrentar os nossos medos... pelo que vejo essa pessoa cumpre o que diz. Enfrentar a vida e encará-la de frente é coisa de bravos. O medo não revela fraqueza, mas antes prudência e sabedoria. É assim mesmo cariño ;)

    ResponderEliminar
  10. Medos, quem não os tem?
    É bom ter medo, valoriza-se mais umas coisas e respeita-se mais outras :D

    ResponderEliminar