terça-feira, 1 de maio de 2012

# Dia +1 | Tão perto e tão longe


Há histórias que deixam em nós a sua marca, são tatuagens na nossa mente. Tenho a mente tatuada com estas histórias, uma delas desenhou-se na infância: A Vendedora de Fósforos de Hans Christian Andersen. Não é uma história feliz, é um conto de Natal trágico. Nem sempre os Natais são alegres, nem sempre as histórias têm finais felizes, nem sempre a felicidade é o que parece. A minha ligação à A Vendedora de Fósforos é pessoal, não a posso explicar facilmente, acho que nem sequer consigo. Por vezes vemos o mundo do lado de fora da janela, eternamente na plateia. Vamos queimando um a um os nossos fósforos na esperança de passar da plateia para o palco e fazer do longe, perto. Muitas vezes tudo o que precisamos é que nos dêem a mão e nos digam ao ouvido estou aqui e as linhas que seriam para sempre paralelas cruzam-se. Tudo que é preciso é um passo, um pequeno primeiro passo.

16 comentários:

  1. E esse passo é muitas vezes importante. Um beijinho grande e bom feriado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Passinho pequenino mas de grande importância, concordo. Bom feriado para ti tb.

      Eliminar
  2. Pssst.. Estou aqui! E vou continuar! Mesmo estando longe todos os dias dou um passinho para te ver, talvez por isso as nossas linhas se tenham cruzado já à tanto tempo!
    Um beijão Carregado de saudades

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho bem que continues :P
      Porque eu também não penso ir a lado algum. Já reparaste que para o ano fazemos bodas de prata, podemos comprar alianças e essas coisas :D

      Eliminar
    2. É verdade... do que te lembras-te! Vamos fazer uma festa de arromba:) Sabes como eu gosto de festas:P

      Eliminar
    3. 1988-2013 se a matemática não me falha dá 25...
      Bora lá à festa, alinho :D
      Besitos cariño

      Eliminar
  3. A última fase diz tudo "Tudo que é preciso é um passo, um pequeno primeiro passo."

    Vamos lá !!

    Besitos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois os passinhos pequeninos e primeiros :)

      Eliminar
  4. Uma história verdadeiramente intemporal.
    E nada melhor que o tempo para nos fazer fazer o que de tão perto e tão longe tempo.

    Uma chuvinha de beijinhos xxx

    ResponderEliminar
  5. O importante, é começar. De alguma forma mas começar. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, começar pode ser algo complicado :)

      Eliminar
  6. Dou-te a mão...se deixares, claro!Independentemente de deixares ou não que te dê a mão, digo-te "Estou aqui!". Ao ouvido, a plenos pulmões,...como quiseres!

    ResponderEliminar
  7. Dou-te a mão...se deixares, claro!Independentemente de deixares ou não que te dê a mão, digo-te "Estou aqui!". Sussurrando ao teu ouvido, gritando a plenos pulmões para todo o MUNDO ouvir,...como quiseres!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem gritar por favor :P
      Estou a ficar surda mas ainda ouço.
      Beijinhos

      Eliminar
  8. E quantos fósforos se queimam até à derradeira visão? eu que teimo em teimar fazer sonhar, desejo que nunca te falta a lixa, que acendo o fósforo, porque a vida, não é só, certamente o que se vive, é também, e muito, o que se sonha nela. Que lindo passo, e que linda viagem que deve ter sido esta em que sonhaste estas palavras. Vou estando por aqui!

    ResponderEliminar