quarta-feira, 2 de maio de 2012

# Dia 2 | Mar

Miramar, Fevereiro de 2012
Hoje este é o meu Mar e hoje sou assim...

Mafalda Arnauth

Eu nasci nalgum lugar
Donde se avista o mar
Tecendo o horizonte
E ouvindo o mar gemer
Nasci como a água a correr
Da fonte

E eu vivi noutro lugar
Onde se escuta o mar
Batendo contra o cais
Mas vivi, não sei porquê
Como um barco à mercê
Dos temporais.

Eu sei que o mar não me escolheu
Eu sei que o mar fala de ti
Mas ele sabe que fui eu
Que te levei ao mar quando te vi
Eu sei que o mar não me escolheu
Eu sei que o mar fala de ti
Mas ele sabe que fui eu
Quem dele se perdeu
Assim que te perdi.

Vou morrer nalgum lugar
De onde possa avistar
A onda que me tente
A morrer livre e sem pressa
Como um rio que regressa
Á nascente.

Talvez ali seja o lugar
Onde eu possa afirmar
Que me fiz mais humano
Quando, por perder o pé,
Senti que a alma é
 

Um oceano.

10 comentários:

  1. Que saudades do verão e da praia... e lá fora a chover :(

    ResponderEliminar
  2. Lindo poema, linda fotografia. Bj**

    ResponderEliminar
  3. Miramar é lindo!!
    Mas tens que vir também fotografar aqui à minha Póvoa, que também tem as suas belezas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já fui muitas vezes :)
      Concordo é uma cidade muito bonita também.

      Eliminar
  4. Miramar continua com muito encanto! Boas recordações tenho dessa bonita terra e desse bonito mar!
    Beijocas

    ResponderEliminar